PÁGINAS

sexta-feira, 27 de julho de 2012

Eu não creio em vida após a arte

1.





2. Suspensão


As palavras que estão
no ar
que escolheram

a altitude aguda
para fugir das meras
junções de letras

Do alto selecionam

O ponto certo de despencar
não é cego

Levam em conta o vento
o tempo que indisposto para
de vagar

Como um suicida
que calcula a altura

não pensa, já é:
eterna suspensão

depois de certo ponto
não há mais como
                                                 não
errar





3. Algumas Pessoas 


algumas pessoas 
são
indesculpavelmente egoístas, excessivamente 
mesquinhas..

estranhas 
até o último fio de cabelo,
confusas 
e cheias até a última gota de alma.

transbordam,  solidão,
amor,
ou 
indiferença....

eu... bom, não faz  diferença alguma,
o que transborda ou não de mim,

sou melhor poeta que ser humano...

fato velho...

existo melhor em poesia,
realidade
me cansa, me castra e estraga....

... verso velho.

tenho diálogos profundos, 
com o meu silencio,

tenho diálogos profundos,
com tudo 
que há de mais raso em mim...

sou  vazia de tudo,
muito
cheia de mim...

indesculpavelmente,
poeta,
excessivamente humana.

sou melhor poeta que...

... não há de fazer diferença alguma.


4. Pérolas


das coisas breves, o peso de pés atados à pedra
que tínhamos aqueles olhos de ir ao fundo
existir entre mergulhos, querer pérolas

e como sangrássemos sem ver, permanecíamos
eu ancorada ao seu silêncio
vestida de distâncias e maresia

das coisas belas, o gozo da palavra
a morte anunciada naquele estranho dialeto
de corpos e poemas impossíveis:

eu quero morrer de amor, ele dizia
seu verso atravessado em minha garganta




1- O titulo da postagem é um verso da Daniela Delias.

6 comentários:

Tania Anjos disse...

Sandrio,

Os poemas de Maria Azenha, Lara Amaral, Daniela Delias e Mirtes Rodrigues são realmente tocantes...

Parabéns às poetas!

Bela postagem!
Abraço&Beijo!

Tania Anjos disse...

O fio condutor da poesia leva "as palavras que estão no ar",os " diálogos profundos", o " verso atravessado em minha garganta". Tudo "espelhos"...

Viva a poesia! Salve os poetas!!

Lara Amaral disse...

Muito bom estar aqui com essas outras ótimas poetisas. Muito obrigada!

Beijo.

Daniela Delias disse...

Que espaço lindo o do "Poetas Vivos". Sinto-me honrada por estar aqui ao lado de vocês!

Beijo, carinho

:)

Tania Anjos disse...

Larinha e Daniela (Dani), acreditem, a honra e alegria é toda nossa! Os colaboradores do blog "Poetas Vivos" postam aqui o trabalho de poetas que, de alguma forma, nos tocam a alma... É um "trabalho" muito, muito prazeroso. Gostaria que o blog tivesse 100 (cem) colaboradores - que é o máximo possível. Os talentos são muitos! E é gostoso demais "curti-los" e "guardá-los".

Abraço e beijo!

Tania Anjos

Daniela Delias disse...

Obrigada pelas palavras acolhedoras, Tania!
É muito legal estar aqui :)
Beijos!!!