PÁGINAS

segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

TRÊS POEMAS DE MARTHA MEDEIROS


 
POEMA
Eu triste sou calada
Eu brava sou estúpida
Eu lúcida sou chata
Eu gata sou esperta
Eu cega sou vidente
Eu carente sou insana
Eu malandra sou fresca
Eu seca sou vazia
Eu fria sou distante
Eu quente sou oleosa
Eu prosa sou tantas
Eu santa sou gelada
Eu salgada sou crua
Eu pura sou tentada
Eu sentada sou alta
Eu jovem sou donzela
Eu bela sou fútil
Eu útil sou boa
Eu à toa sou tua".


 
A TODOS...
A todos trato muito bem
sou cordial, educada, quase sensata,
mas nada me dá mais prazer
do que ser persona non grata
expulsa do paraiso
uma mulher sem juízo, que não se comove
com nada
cruel e refinada
que não merece ir pro céu, uma vilã de novela
mas bela, e até mesmo culta
estranha, com tantos amigos
e amada, bem vestida e respeitada
aqui entre nós
melhor que ser boazinha é não poder ser imitada.


QUEM MORRE?
Morre lentamente
Quem não viaja,
Quem não lê,
Quem não ouve música,
Quem não encontra graça em si mesmo

Morre lentamente
Quem destrói seu amor próprio,
Quem não se deixa ajudar.

Morre lentamente
Quem se transforma em escravo do hábito
Repetindo todos os dias os mesmos trajeto,
Quem não muda de marca,
Não se arrisca a vestir uma nova cor ou
Não conversa com quem não conhece.

Morre lentamente
Quem evita uma paixão e seu redemoinho de emoções, Justamente as que resgatam o brilho dos
Olhos e os corações aos tropeços.

Morre lentamente
Quem não vira a mesa quando está infeliz
Com o seu trabalho, ou amor,
Quem não arrisca o certo pelo incerto
Para ir atrás de um sonho,
Quem não se permite, pelo menos uma vez na vida,


Fugir dos conselhos sensatos...

Viva hoje!
Arrisque hoje!
Faça hoje!
Não se deixe morrer lentamente!

NÃO SE ESQUEÇA DE SER FELIZ

Martha Medeiros (1961), poetisa gaúcha.

9 comentários:

Janice Adja disse...

Martha adorei seus poemas.
Você deveria posta um por vez.

Palmas
beijos!!

Jayme Ferreira Bueno disse...

Oi, Janice Adja,
Tem sido norma, embora não fixa, mas consensual, que se postem três poemas de cada vez.
Pode-se voltarà novas posragens de poemas de Martha Medeiros, proximamente.
Obrigado, Janice!

Jayme Ferreira Bueno disse...

Atenção:
eu quis dizer:
Pode-se voltar a novas postagens de poemas de Martha Medeiros.

Jota Effe Esse disse...

Três poemas muito bons! Meu beijo e amaraço pra você e Martha Medeiros.

Ivy & Eva disse...

Bem bacana os poemas, "soltinhos", livres, gostei.

Saudações.

IvyEva

Jayme Ferreira Bueno disse...

Obrigado a todos que gostaram da postagem. De fato, os poemas de Martha Medeiros são excelentes.´Ela é, sem dúvida, uma grande jornalista, escritora e poeta.

Cynthia Lopes disse...

Martha é maravilhosa!
bjs

ediney santana disse...

e me deu vontade de sair recitando alto esses versos

Rose disse...

A vida é um milagre, temos que vivê-la como se fosse o último dia. Adorei seu cantinho! Seguindo para não perder o caminho de volta. Abraços Poetisa! Hum, desculpe-me a intromissão, mas pra fazer comentários tem as letrinhas chatinhas que dificulta os comentários. beijosss!