PÁGINAS

sexta-feira, 25 de março de 2011


             perto da palavra
                      a linha

                      à beira do abismo
                      o poeta

                      tudo termina
                      quando não se começa



 Mais do poeta Geraldo de Barros

4 comentários:

Geraldo de Barros disse...

obrigado, querida. fico feliz em ver minhas palavrinhas por aqui. sucesso ao espaço.

beijos
G.

Tania disse...

Obrigada, Geraldo!

Comentei o poema em seu blog.

Viva a poesia.
Salve os poetas!

Abraço grande.

Tania disse...

Gosto desses poemas "simples". A síntese inteligente na poesia é algo que admiro muito.

Bjs!

cacau.cristina11 disse...

e vc sacou ele mesmo, sua formatação tá diacordo mesmo com a intenção, coisa boa :)

beijos